segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Beno (falecido), Mendes e Pascoal

Beno, que foi um dos mais importantes bateristas deste Estado, nos deixou em 12/12/15. Esta foto marca um dos nossos reencontros. Nela está Beno (baterista dos Águias), Mendes (baterista dos Comanches) no centro e eu (baterista do The Top's) Vá em paz querido amigo.
Foto/Legenda: Pascoal Maynard.

Edgar do Acordeon

Foto reproduzida de postagem feita por Elito Vasconcelos,
no Facebook/Grupo Minha Terra é SERGIPE.

sábado, 3 de outubro de 2015

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Wellington Elias

Foto reproduzida do Facebook/Fernando Cabral.

Murillo Melins

Foto reproduzida do Facebook/Eduardo Cabral.

Marlene Alves Calumby

Foto reproduzida do Facebook/Fernando Cabral.

Eduardo Cabral

Foto: Arquivo Eduardo Cabral.

Raymundo Luiz da Silva

Foto reproduzida do Facebook/Fernando Cabral.

Jorge Lins e Orlando Vieira

"Com o maior orgulho, ao lado do Mestre "Orlando Vieira", ator sergipano premiado em Festivais de Cinema e um ícone da nossa arte de representar". (Jorge Lins).
Foto e Legenda reproduzidas do Facebook/Jorge Lins.

sábado, 29 de agosto de 2015

Pedro Chaves e sua esposa, Dona Zenaide

Imagem extraída o vídeo: "Propriá a Princesinha do São Francisco,
Parte I". Postado no YouTub por Fábio Vieira.
Foto reproduzida do Facebook/Fan Page/Fotos da História de Propriá.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

sábado, 8 de agosto de 2015

Benedito Letrado

Esta figura é emblemática e deve ser relembrada. Benedito Letrado.performer
 e excelente fotógrafo, é um artista sergipano amado por muitos.
Foto e Legenda reproduzidas do Facebook/Amaral Cavalcante.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

O artista 'Veio' e o escritor Antonio Francisco Jesus

O artista 'Veio' e o escritor Antonio Francisco Jesus, na Academia Gloriense de Letras,
 no município de N.S. da Glória/SE.
"Dois 'veios', eu já fiz setenta Por isso". (Antonio Francisco Jesus).
Foto reproduzida do Facebook/Academia Gloriense de Letras.
Com informação de Antônio Francisco Jesus.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Gilson Cajueiro de Hollanda

Gilson Cajueiro de Hollanda, um dos Reitores da UFS.
Imagem do blog "Aracaju Saudade", do Professor Eudo Robson.
Reproduzida do blog: aracajusaudade.blogspot.com.br

Aloísio de Campos

O reitor Aloísio de Campos, que
inaugurou a Universidade em 1980.
Imagem do blog "Aracaju Saudade", do Professor Eudo Robson.
Reproduzida do blog: aracajusaudade.blogspot.com.br

segunda-feira, 22 de junho de 2015

sábado, 25 de abril de 2015

sábado, 28 de março de 2015

Pedrito Barreto e Clara Angélica Porto

Foto reproduzida de postagem feita por Pascoal Maynard, 
na página do Facebook/Grupo Minha Terra é SERGIPE.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Cantora Célia Gil

Foto reproduzida de postagem feita por Pascoal Maynard,
na página do Facebook/Grupo Minha Terra é SERGIPE.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Amaral Cavalcante e Luiz Eduardo Costa

'Duas referências da cultura sergipana'.
Foto: arquivo da Fundação Aperipê.
Imagem/Legenda reproduzidas do Facebook/Antônio Samarone.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Acrísio Cruz


Um das mais movimentadas avenidas da capital sergipana, a Acrísio Cruz, homenageia o professor laranjeirense, filho de Manoel Antonio da Cruz e de Maria Leopoldina da Cruz. Autodidata, Acrísio enveredou pelos caminhos da Educação, assumindo, aos 25 anos, a direção do Grupo Escolar General Siqueira, um dos mais antigos de Aracaju, construído pelo presidente do Estado José de Siqueira Menezes. O Grupo Escolar funcionava na rua de Itabaiana, onde hoje está o Quartel Central da Polícia Militar. Depois passou a trabalhar no Grupo Escolar Manoel Luiz, construído por Graccho Cardoso, na praça da Bandeira. Nasceu em 31 de outubro de 1906, e faleceu em 13 de setembro de 1969.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Augusto Maynard Gomes


Natual de Rosário do Catete, Augusto Maynard Gomes foi um político sergipano que ganhou notoriedade em todo o país por sua saga revolucionária, sendo um dos participantes da Revolta da Vacina. A capital presta uma homenagem a ele ao dar seu nome à avenida onde está localizado o Contiguiba, grande reduto carnavalesco de Aracaju. Filho de Manuel Gomes da Cunha e Tereza Maynard Gomes, Augusto foi governador de Sergipe em duas ocasiões: o primeiro mandato no período de 16 de novembro de 1930 a 28 de março de 1935; e o segundo mandato no período de 27 de março de 1942 a 27 de outubro de 1945. Por duas vezes, ocupou também uma cadeira no Senado Federal nos períodos de 1947 a 1951 e de 1955 a 1957. Nasceu em 16 de fevereiro de 1886 e faleceu em 14 de agosto de 1957.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Ivo do Prado


A avenida Ivo do Prado, que margeia o rio Sergipe, por muito tempo foi um dos pontos mais importantes e nobres da capital sergipana. A avenida escolhida para receber a Família Real, que aportou na Ponte do Imperador, tem esse nome em homenagem o sergipano Ivo do Prado Pires de França. Militar, deputado constituinte, deputado federal e historiador, Ivo teve atuação destacada no movimento que proclamou a República no Brasil, exercendo funções relevantes no Rio de Janeiro e Mato Grosso. Dedicou-se aos estudos dos limites de Sergipe, elaborando uma memória intitulada "A Capitania de Sergipe e suas Ouvidorias", considerado o melhor trabalho em defesa da integridade do território sergipano. Nasceu em São Cristóvão, em 20 de maio de 1860, e faleceu no Rio de Janeiro, em 25 de abril de 1924.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Horácio Pereira Hora


 Horácio Hora é o nome de uma movimentada travessa do bairro 18 do Forte. A homenagem foi feita ao artista plástico Horácio Pereira Hora, que despertou para o desenho e para a pintura ainda muito jovem, retratando cenas e personagens da vida sergipana. Horácio percorreu algumas cidades brasileiras antes de mudar-se para Paris, na França, onde montou seu ateliê e viveu por muitos anos, cercado da admiração de artistas e críticos. Em visita a Sergipe por algumas vezes, recebeu encomendas de retratos e outras obras de arte. Nasceu em Laranjeiras, em 17 de setembro de 1853 (alguns biógrafos informam 17 de julho), falecendo em Paris, em 28 de agosto de 1890.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Coelho e Campos


Nome de uma importante avenida da cidade, Coelho e Campos nasceu em Divina Pastora, em 4 de fevereiro de 1843, falecendo no Rio de Janeiro, em 13 de outubro de 1919. Magistrado formado pela Faculdade de Direito do Recife, José Luiz Coelho e Campos passou a dedicar-se à política. Foi por três mandatos deputado provincial, por quatro vezes deputado geral, e com adesão à República foi eleito senador, também por três vezes. Foi promotor de Justiça e juiz de Direito, sendo nessa função elevado à mais alta magistratura do país, como Ministro do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Hermes Fontes


Conhecido pelos aracajuanos apenas como Hermes Fontes, o jornalista, poeta e funcionário público é lembrado por conta de uma das principais avenidas da capital sergipana que leva seu nome. No passado, o jovem Hermes Floro Bartolomeu Martins de Araújo Fontes chamou a atenção dos sergipanos pelo seu desenvolvimento intelectual, sendo levado, ainda menino, para o Rio de Janeiro, pelo jornalista e político Martinho Garcez, então presidente do Estado. Publicou artigos e poemas nos jornais cariocas e escreveu livros que tornaram seu nome conhecido em todo o Brasil, destacando-se de sua obra poética: Apoteoses, Gênesis, Miragem do Deserto, A Lâmpada Velada, Despertar e Fonte da Mata. Hermes Fontes nasceu em 28 de agosto de 1888, em Boquim, e faleceu no Rio de Janeiro, em 26 de dezembro de 1930.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Gumersindo Bessa


 Magistrado, jornalista, deputado provincial e federal, hoje Gumersindo Bessa dá nome ao Fórum da cidade, situado no bairro Capucho. Bessa formou-se pela Faculdade do Direito do Recife, tendo sido juiz de casamentos de Aracaju e membro do Tribunal de Apelação. Escreveu artigos e pareceres, destacando-se na defesa que fez em favor dos acreanos, na questão movida pelo Estado do Amazonas. Nasceu em 2 de janeiro de 1859, na cidade de Estância, interior sergipano, falecendo no Engenho Mucuri, município de Nossa Senhora do Socorro, em 24 de agosto de 1913.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

Augusto César Leite


Fundador do Hospital Cirurgia, o médico Augusto César Leite foi homenageado pela capital sergipana com uma rua que leva o seu nome no bairro Grageru. Formado pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, com especialização na Clínica Mayo, em Minnesota (EUA), e na Sorbonne, em Paris (França), Augusto Leite revolucionou a medicina cirúrgica em Sergipe, primeiro no Hospital Santa Isabel e depois no Hospital de Cirurgia. Também atuou como deputado estadual, deputado federal e senador, e foi fundador da União Republicana, da qual foi membro constituinte, abandonando a militância em 1937. Nasceu em 30 de julho de 1887, em Riachuelo, e faleceu em Aracaju, em 9 de fevereiro de 1978.

Fonte: site aracaju.se.gov.br
Texto e foto reproduzidos do site: aracaju.se.gov.br/157anos

sábado, 24 de janeiro de 2015

Dom Luciano José Cabral Duarte

Dom Luciano Cabral Duarte certamente é uma dos atores sociais mais emblemáticos do campo intelectual sergipano da segunda metade do século XX, pois esteve envolvido em diferentes campos de ação, como a introdução do ensino superior em Sergipe, a criação da Universidade Federal de Sergipe, além de sua marcante atuação intelectual com uma vasta produção no âmbito filosófico.
Foto e texto reproduzidos do Facebook/Antonio Francisco Jesus.

Lineu Lins de Carvalho Neto

"Lineu Lins de Carvalho Neto - Nosso mestre. Um olhar sensível sobre o homem e as coisas de Sergipe. Soube usar a fotografia para manifestar uma compreensão do Mundo, expressar sonhos e utopias. Minha homenagem a esse grande artista". (Antônio Samarone).
Foto/Legenda reproduzidas do Facebook/Antonio Samarone.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015